Chega – Gaia

Bendita dor me deixe em paz
Bendita dor me deixe em paz
E se ele some quando eu ‘to na cama
Melhor deixar de vez
Pra mim não é que tanto faz
Pra mim não é que tanto faz
Pra mim não vale ir embora já chegou a hora de me tornar feliz
Ela joga nas estradas
Sem mentira pra não ter demora
Sem demoraChega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e paz
Chega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e pazÉ brilhantina, corpo a corpo na balada
Ela não vibra sem um som que não rola na dança
Deixe essa menina solta
É cor de rosa, sorriso e samba, que quando solta seus olhares
Namoradeira e quando corre pé descalça
Deixe essa menina soltaEla joga nas estradas
Sem mentira pra não terChega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e paz
Chega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e pazSem expectativa, saturação da vida
Sem expectativa, saturação da vida
Sem expectativa, saturação da vida
Sem expectativa, saturação da vidaChega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e paz
Chega, chega nas estradas
E não vale nada
Ter dinheiro pra viver tão só
Sem amor e paz

3 pensieri su “Chega – Gaia

I commenti sono chiusi.